Kyoto, Cultura e História


Kyoto é a cidade que reúne os mais impressionantes templos budistas e xintoístas. Isto porque no Japão, normalmente, as duas crenças são praticadas de uma maneira quase mesclada em seus rituais, oferendas e preces. O conjunto das edificações rendeu à cidade títulos de patrimônios da humanidade da Unesco. Além disso, a cidade foi a capital do Japão Imperial por séculos, algo que lhe contribui para uma história com tradições milenares. Podemos citar aqui as gueixas, ou "aquelas que vivem das artes”, famosas por entreter através da dança, música e histórias.

Estivemos na cidade por um breve período de 4 dias, porém o suficiente para desvendar e vivenciar muito da cultura japonesa. Chegamos à cidade no moderno e confortável, Trem-Bala. A estação de trem é como um shopping center: limpa, organizada, repleta de bons restaurantes e lojas. Bastou desembarcar e nossa guia já nos esperava com o carrinho de bagagens onde levariam nossas malas, pois nosso hotel ficava de frente da estação.

Achei importante mencionar a passagem anterior, uma vez que recomendo visitar o Japão com assistência de guias locais; você ganha tempo, é bem tratado e não perde o que o rico destino tem para oferecer. Há muito o que visitar e otimizar sua movimentação é fundamental! Foi através dos serviços de guias e motoristas que  conseguimos ir à uma infinidade de atrações imperdíveis. Cito aqui algumas:

O Templo Kinkakuji, também conhecido como Pavilhão Dourado. Localizado em meio a um exuberante jardim, o  templo emociona os visitantes pela junção do verde com o reflexo dourado no lago que o circunda, Kyōko-Chi.  A edificação, quase toda folheada a ouro, traz no alto uma Fenghuang, a fênix chinesa.

O Castelo Nijō é o palácio dos Xoguns, foi construído pelo Xogun Tokugawa e financiado por seus senhores feudais, em 1603. Seu conjunto de edifícios é Patrimônio Mundial da UNESCO.

O Palácio Imperial de Kyoto que data do Período Edo, quando Kyoto era a capital é incrível. O local agrupa também a área murada e já foi sede das residências dos nobres da alta corte, construções estas que que já foram demolidas.

O Templo Sanjusangen-do, com suas 1001 estátuas que demonstram a imagem de Buda e suas diversas representações divinas. Este templo é um tesouro nacional e reúne obras que impressionam pela beleza. Por isso, reservem suas energias para se extasiarem com a visita e guardarem na memória aquilo que virão.

Para um dia informal o melhor é sentir a essência da cidade. Visitar o mercado Nishiki é um "must", aqui você encontra lojinhas com utensílios de cozinha, destaque para as belas e potentes facas; há degustação de comidinhas, e bares locais.  No mesmo dia vale comprar um show de dança das gueixas, em Gion; ou um curso para aprender a degustar saquê. São experiências que vão te fazer se sentir como alguém da região.

por ROBERTO CHRISTO




FOTOS





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Concierge Service: Doha, Dicas para um Stopover!

Kangaroo Tours na Travel Week! Muito mais do que luxo.

Talamanca, a Bola da Vez de Ibiza